6 Ferramentas para fazer seu planejamento estratégico

  • 0
  •  0

O planejamento estratégico é um processo de gerenciamento organizacional formalizado e documentado. Sua aplicação está ligada diretamente à análise de sua situação atual, a fim de auxiliar na definição de prioridades e concentração de recursos e energia para obter vantagem competitiva. Por isso, para sua empresa não cair na filosofia de Cheshire, o gato de Alice, de que “quando a gente não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”, este é o passo principal e inicial para seu 2019.

Que saber mais? Descubra seis ferramentas que trarão sucesso para sua empresa.

 

A importância do planejamento estratégico

Conhecer o seu estado atual para saber onde se deseja chegar é essencial para qualquer empresa. Por isso, o planejamento estratégico é importante para todas as organizações porque fornecem a direção que deve ser seguida. Ou seja, é uma ferramenta útil que orienta as decisões tomadas no dia a dia, permitindo avaliar o progresso alcançado e, sempre que necessário, mudar as diretrizes para avançar. Dessa forma, para aproveitar ao máximo o planejamento estratégico, sua empresa deve refletir cuidadosamente sobre seus objetivos delineados, para quantificá-los facilitando a avaliação de seus resultados.

 

As 6 ferramentas para fazer o sucesso do seu 2019

 

Separamos seis ferramentas para sua empresa garantir o sucesso em 2019. Quer conhecê-las?

 

1. Missão, visão e valores

Estas três palavras são a base para o planejamento estratégico. São elas que irão definir o papel da empresa para a sociedade. A missão é o foco da empresa, é o seu propósito no mercado. A visão é onde a empresa quer chegar e os valores são os guias que definem com que tipo de conduta a empresa deve alcançar tais valores e atuar no mercado. Eles devem ser revisados periodicamente para fazerem sentido para a empresa em todos os momentos da sua existência.

 

O trio pode ajudar os empresários em dois momentos-chave:
– Na tomada de decisões. Entre duas possibilidades de caminhos para serem seguidos, deve-se prevalecer aquele que está alinhado com a missão, a visão e os valores da empresa.
– Na definição de tarefas. Os projetos e tarefas a serem executados devem ser aqueles que estão em sintonia com a definição de missão, visão e valores.

 

2. Canvas

Canvas, também chamado de Business Model Generation, é uma metodologia para a criação de modelos de negócio. Trata-se de um quadro com 9 elementos: proposta de valor, parcerias chaves, atividades chaves, recursos chaves, relacionamento com clientes, segmentos de clientes, canais de distribuição, estrutura de custos e fluxo de receita. A ideia é apresentar estes elementos de forma visual para facilitar a definição
de clientes, oferta, infraestrutura e viabilidade financeira de qualquer empresa. O Canvas auxilia no planejamento estratégico tanto da fundação de uma empresa, como do lançamento de um produto ou na análise de um concorrente.

 

3. Análise SWOT

Não é por acaso que a matriz criada entre as décadas de 1960 e 1970 por Albert Humphrey na Universidade de Stanford é usada até hoje por empresas de todos os portes e ramos. Trata-se de um excelente instrumento de análise de planejamento estratégico. O acrônimo determina o que deve ser avaliado:

– Strengths – Forças;

– Weaknesses – Fraquezas;

– Opportunities – Oportunidades;

– Threats – Ameaças.

A análise SWOT traz uma visão do ambiente externo (em Oportunidades e Ameaças) e interno (em Forças e Fraquezas) da empresa, o que é fundamental para inserir a metodologia na criação de um planejamento estratégico.

 

4. Mapa estratégico com objetivos e metas

Com missão, visão, valores definidos e com as metodologias Canva e análise SWOT aplicadas, você está pronto para efetuar mais uma etapa do seu planejamento estratégico: a definição de objetivos e metas a serem cumpridas pela empresa, pelos times e por cada profissional envolvido.

 

5. Acompanhamento da equipe

Também faz parte do planejamento estratégico, medir a produtividade dos times e o cumprimento de prazos para garantir o sucesso da estratégia formulada. A constância nesta medição é fundamental para, caso alguma inconsistência seja encontrada, realizar uma alteração a tempo.

 

6. Indicadores

Por fim, a definição de indicadores para cada objetivo, ajuda a conferir o quão perto ou longe do cumprimento da meta a empresa está. O acompanhamento das mesmas também garante que alterações sejam realizadas para que as metas sejam alcançadas.

 

Gostou do texto de hoje? Então, mãos à obra. Descubra qual é o passo a passo para elaborar um planejamento estratégico e definir o da sua empresa.

No Comments

    Leave A Comment